sábado, 8 de junho de 2019

Colaborador: DOM FRANCISCO BARROSO FILHO























DOM FRANCISCO BARROSO FILHO, carinhosamente chamado pelo povo de Dom Barroso, é um dos baluartes que lutaram na defesa e preservação da fé, da arte e da cultura de Ouro Preto. Merece, por tudo isso, nosso respeito e nossa admiração. 

Dom Barroso é natural de Ouro Preto. Com ampla formação acadêmica e humanística, iniciou seu curso superior no Seminário de Mariana, onde fez Filosofia. Posteriormente teve o reconhecimento do curso pela Universidade Federal de São João del-Rei. Também cursou Teologia no Seminário São José, em Mariana. Fez especialização em Música (regência e violoncelo) e Museologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi ordenado sacerdote em 01 de dezembro de 1957. Retornou, poucos anos depois, para Ouro Preto, como auxiliar na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, onde foi nomeado pároco. À frente dessa Paróquia, além das atividades pastorais, fundou o Museu Aleijadinho e criou a Semana do Aleijadinho (como forma de difundir e preservar a cultura e arte de nosso povo) e fundou o Coral e Orquestra São Pio X. Em 1984 foi nomeado, por sua Santidade o Papa São João Paulo II, Bispo de Oliveira. Hoje, Bispo Emérito, é colaborador em diversas atividades religiosas, trabalhando incansavelmente como um verdadeiro missionário. 

Dom Barroso possui várias publicações, tais como: A grandeza de um pequeno projeto; Os testemunhos de uma família; Santa Terezinha e as Pastorais; A espiritualidade na Arte; Ateísmo contemporâneo; Reminiscências históricas; Tricentenário de Ouro Preto; Museu do Aleijadinho e Igreja de São Francisco de Assis (trilíngue na 2ª edição revista e ampliada de 2016), além de participação em outros livros.

Dom Barroso é membro efetivo da Casa de Cultura-Academia Marianense de Letras, Ciências e Artes desde 09/05/2015, onde foi empossado na Cadeira nº 37 patroneada por Alceu de Amoroso Lima, conhecido como Tristão de Ataíde.