quarta-feira, 12 de outubro de 2016

SANTIAGO SABINO CARVALHO, UM VIOLONCELISTA SÃO-JOANENSE INTERNACIONAL


Por Francisco José dos Santos Braga


Santiago Sabino Carvalho em foto relativamente recente


I.  TEXTO DO PROGRAMA DE ESTREIA DE SANTIAGO SABINO EM CONCERTO COM A SINFÔNICA


Inicialmente informo que será respeitada a grafia do texto que aparece abaixo, no programa musical em questão. Com essa ressalva passemos então à leitura do que consta do referido programa musical:


SANTIAGO SABINO CARVALHO nasceu em São João del-Rei aos 30 de dezembro de 1942. São seus progenitores Francisco de Assis Carvalho, mais conhecido como "Juju", violoncelista da S.C.S. ¹  e Conceição Carvalho ².
Iniciou, com seu pai, os seus estudos de música aos 8 anos de idade. Aos 9 anos ingressou na Orquestra "Lira Sanjoanense", sob a regencia de Pedro de Sousa. Em 29 de julho de 1953 ³, fez a sua estreia na Sociedade de Concertos Sinfônicos onde vem atuando com verdadeira dedicação e onde granjeou a simpatia e estima de seus pares. O Conselho Artístico da S.C.S., diante de seus predicados artísticos, escolheu-o para executar o solo da partitura de "Poeta e Camponês".

PROGRAMA

1ª  PARTE 

ORQUESTRA

I      POETA E CAMPONÊS Von Suppé
II JEUNESSE DORÉE        E. Waldteufel
III DIVAGANDO                 João Feliciano de Souza
IV CÉLEBRE NOTURNO   F. Chopin
V CAPRICHO ITALIANO  P. Tschaikowsky

Regencia de Dr. Pedro de Sousa 

2ª  PARTE

ORFEÃO MIXTO 

BOLIEIRO                               Verso de Araujo Silva e música de Vicente Vale
II MULHER RENDEIRA                Tema Nordestino Arr. de A. Wilson de Castro
III EM MIM SOA UMA CANÇÃO    F. Chopin
IV PRIMAVERA                                 Aecio de Souza Salvador


Regencia de A. Wilson de Castro 


Estreia do violoncelista são-joanense Santiago Sabino Carvalho, tocando o solo de "O POETA E O CAMPONÊS", de Von Suppée, com a "Sinfônica" de São João del-Rei



II.  NOTAS EXPLICATIVAS 



¹   Francisco de Assis Carvalho, o Juju, foi também o 1º professor de violoncelo do Maestro Aluízio José Viegas (1941-2015).
 
[CINTRA, 1994: 252-3] assinala que o violoncelista são-joanense Santiago Sabino de Carvalho 
"(...) com 8 anos de idade iniciou estudos de violoncelo com o seu pai, o que fez até completar 15 anos de idade.
Muito concorreu para o seu êxito profissional as lições que recebeu do pai, que sempre deu muito valor à execução instrumental, mais do que à teoria.
Santiago Sabino frequentou a Escola de 1º Grau "João dos Santos" e o acatado Curso de Admissão da professora Maria do Carmo Assis ("Carmita"), sobrinha do saudoso Arcebispo Dom Antônio Augusto de Assis (1863-1961). Cursou o ginasial e o científico no colégio Santo Antônio, desta cidade. (...)
Em 1962, venceu o concurso "Jovens Talentos Musicais", sob os auspícios do Ministério da Educação. Depois frequentou a Escola Nacional de Música, tendo como mestre Iberê Gomes Grosso.
Também venceu, em 1962, o concurso "Jovens Solistas", promovido pela Orquestra Sinfônica Brasileira, onde atuou como solista. Exibiu-se pela Rádio Ministério da Educação e Cultura, como recitalista.
Em 1963, alcançou grande vitória no concurso nacional para "Instrumentalistas de Cordas", patrocinado pela Fundação da Casa do Brasil em Londres, juntamente com a Real Academia de Música de Londres. Em Londres, centro de alta cultura musical, Santiago Sabino foi aluno do violoncelista Douglas Cameron e de Sydney Griller, professor de música de câmara.
As vitórias surgiam a cada passo, elevando o nome de nosso conterrâneo e consequentemente o de São João del-Rei.
Ao terminar o curso de violoncelo, alcançou o 1º prêmio de Música de Câmara, proporcionando-lhe dois anos de estudos em Paris, na qualidade de bolsista do Governo Francês, onde recebeu aulas do notável violoncelista francês André Navarra. Retornando a Londres, cursou Pós-Graduação no Royal College of Music. Depois conquistou por concurso um lugar na Orquestra da Ópera Real Inglesa, onde ficou durante três anos. Em 1967, diplomou-se pela Accademia Musicale Chigiana. Participou de master classes, dirigidas por Pablo Casals, em 1968, em Marlboro, nos Estados Unidos. Em 1972, ingressou na Orquestra Filarmônica de Londres, laureado em memorável concurso.
Já se apresentou como solista em vários países. Em setembro de 1975, atuou na Temporada Oficial da Sala Cecília Meireles, da cidade do Rio de Janeiro. A 02/09/1985, deu Recital de Violoncelo no Teatro Municipal de São João del-Rei, com a participação da pianista carioca Sônia Maria Vieira. Obteve consagradores aplausos de seus conterrâneos. (...)"
Este blog anteriormente já publicou outro trabalho que traz matéria referente a Santiago Sabino, assinado por José do Carmo Barbosa, com o subtítulo: "Artista sanjoanense na Europa: Santiago Sabino recebe da Duquesa diploma da Royal Academy of Music", a saber: 
http://saojoaodel-rei.blogspot.com.br/2011/12/comentarios-1-edicao-do-jornal-tribuna.html 


²   Conceição Carvalho foi o nome que foi dado à mãe de Santiago Sabino, embora no Cartório Civil constasse Maria das Dores Carvalho.

³ [GUERRA, 1968: 275] registra outra data (de 27/11/1952) como estreia de Santiago Sabino, atuando como solista da "Sinfônica": 
"Em seu 119º Concêrto a 'SINFÔNICA' apresentou ao público como solista da partitura de Von Suppée, O POETA E O CAMPONÊS, o jovem musicista Santiago Sabino Carvalho, já exímio violoncelista aos 11 anos de idade."
Resumo da vida e obra de Von Suppée pode ser encontrado in http://folhadiferenciada.blogspot.com.br/2016/05/hoje-na-historia-21051895-morre-o.html   Acesso in 10/10/2016.




III.  AGRADECIMENTO 




Registro aqui meu agradecimento a José do Carmo dos Santos, o "Tetê", presidente da Sociedade de Concertos Sinfônicos e meu confrade no IHG são-joanense, por ter facilitado meu acesso a esse programa que engrandece a Instituição que ele tão bem dirige.



IV.  BIBLIOGRAFIA

 

CINTRA, Sebastião de Oliveira: Galeria das Personalidades Notáveis de S. João del-Rei, São João del-Rei: 1994, 270 p., publicado com o apoio da FAPEC-Fundação de Apoio à Pesquisa, Educação e Cultura. 

GUERRA, Antônio Manoel de Souza: Pequena História de Teatro, Circo, Música e Variedades em São João del-Rei - 1717 a 1967, Juiz de Fora: Sociedade Propagadora Esdeva-Lar Católico, 1968, 327 p.

9 comentários:

Francisco José dos Santos Braga (compositor, pianista, escritor, gerente do Blog do Braga e do Blog de São João del-Rei) disse...

Encontra-se no acervo da Sociedade de Concertos Sinfônicos, popularmente conhecida como “Sinfônica”, o programa que apresentamos abaixo, em que o violoncelista são-joanense SANTIAGO SABINO CARVALHO estreava, em meados de 1953 ou em fins de 1952, como solista em “O Poeta e o Camponês”, de Von Suppée, acompanhado pela Orquestra da Sinfônica.


O Blog de São João del-Rei tem o prazer de apresentar esse material inédito para as gerações atuais (programa do concerto em questão com meus comentários), ciente de que Santiago Sabino soube honrar a sua cidade natal e o seu Estado nos meios musicais da Europa, como se verá no texto a seguir, merecedor portanto dos nossos mais efusivos aplausos.

Sônia Maria Vieira (pianista e membro da Academia Brasileira de Música) disse...

Prezado amigo Braga,

Muito grata pelo envio do material sobre o Santiago Sabino Carvalho. Ele foi um grande amigo, enquanto estudava na Escola Nacional de Música. Fiquei extremamente feliz quando conseguiu a bolsa de estudos em Londres. Nos reencontramos em 1985, quando de sua vinda ao Rio, para tocar na Sala Cecília Meireles. Tive o prazer de acompanhá-lo nesta ocasião, bem como num recital no Teatro Municipal, na cidade de Ouro Preto e no Teatro Municipal da minha querida São João del-Rei, conforme você registrou. Muito obrigada pela lembrança.
Meus parabéns, como sempre, pelo seu belíssimo trabalho de não deixar morrer os talentos nacionais.
Beijinhos da amiga
Sonia Maria Vieira

Prof. José Lourenço Parreira (são-joanense, capitão do Exército, escritor, violinista e regente) disse...

Caríssimo amigo FRANCISCO BRAGA, como sempre, seu Blog traz efemérides, reminiscências que me tocam o coração.

Assim, ao ler sobre nosso conterrâneo SANTIAGO SABINO DE CARVALHO, que chamávamos simplesmente SABINO, voltei no tempo e me vi na Sociedade de Concertos Sinfônicos, nos anos de 1965/1966, quando, por aclamação, fui eleito Primeiro Secretário da "Sinfônica". Por esta razão, redigia a correspondência da Sinfônica.

Lembro-me ter respondido, com os aplausos e encômios da Sinfônica, um belo cartão postal que viera da Europa, que nos enviara o jovem SABINO. No postal, Sabino falava de suas apresentações em Berlim, Paris, Viena e outras famosas capitais.

Repercutira, mui fortemente, a atuação nele na House of Brazil e por ter se colocado como o primeiro dentre os primeiros do mundo, em Londres, para fazer uma apresentação exclusiva para a Rainha.

Na época, o Presidente era o Dr. PEDRO DE SOUZA que assinava, portanto, a correspondência enviada ao Sabino. Foram várias!

Forte, saudoso e fraterno abraço do
Lourenço

Maria Lúcia Vilela Gonçalves (diretora e professora da Fundação Educacional do DF e vendedora de jóias) disse...

Parabéns Francisco pelo seu trabalho que só engrandece São João del-Rei.
Abs Lúcia

Anizabel Nunes Rodrigues de Lucas (flautista, professora de música e regente de grupo coral) disse...

Belíssimo o curriculum o do Sabino,não é mesmo? E o mais importante: tudo pelo próprio esforço! Gostei da sua iniciativa da publicação.
Anizabel

Prof. Fernando Teixeira (professor universitário, escritor, poeta e Secretário Geral da Academia Divinopolitana de Letras) disse...

Muito grato pelo envio do texto. Há, em cada região ou município, os que marcam sua presença e Santiago Sabino é um deles. Abraço do Fernando Teixeira

Dr. Mário Pellegrini Cupello (pesquisador, escritor e presidente do Instituto Cultural Visconde do Rio Preto, de Valença, e sócio correspondente da Academia de Letras e IHG de São João del-Rei) disse...

Agradecemos pelo envio e felicitamos ao ilustre amigo por mais esta interessante pesquisa.

Abraços, Mario.

Cláudio Lopes (fotógrafo e expositor são-joanense) disse...

Bom dia Francisco,
tive a honra de conhecê-lo pessoalmente há alguns anos...
grande figura, grande músico sanjoanse de projeção internacional!!
Abraços
Claudio Lopes

Francisco José dos Santos Braga (compositor, pianista, escritor, gerente do Blog do Braga e do Blog de São João del-Rei) disse...

Santiago was born in Brazil, and after winning a National Competition in 1964 was awarded a scholarship to study at London's Royal Academy of Music. He also studied in Siena and in Paris for three years with André Navarra. He was a member of the Orchestra of the Royal Opera House, and joined the London Philharmonic Orchestra in 1972. In 1975 he was awarded the title of Chevalier of the Brazilian Order of Rio Branco. Santiago plays a cello by the English maker William Forster The Elder, dated 1762.
Link: https://www.lpo.org.uk/cello/santiago-sabino-carvalho.html