quarta-feira, 10 de maio de 2017

SANTIAGO SABINO E SONIA VIEIRA IN CONCERT EM 1985


Por Francisco José dos Santos Braga




Desde pelo menos 17 de outubro de 1984, já se publicava na mídia carioca uma publicidade da Cultura Inglesa que dizia:

CULTURA INGLESA
apresenta
 SANTIAGO SABINO 
1º cellista da Filarmônica de Londres
ao piano
SONIA MARIA VIEIRA

Vivaldi - Bach - Oswald - Debussy - Haydn - Falla - Paganini
SALA CECÍLIA MEIRELES
6 de setembro de 1985 18:30 horas



♧               ♧               ♧ 


 
Expressões da Música nos 47 anos do GLTA


OURO PRETO - Com um recital do violoncelista mineiro Santiago Sabino de Carvalho, primeiro violoncelo da Orquestra Filarmônica de Londres, acompanhado pela pianista Sonia Maria Vieira ¹, da Escola de Música da UFRJ, serão abertas no dia 3 de setembro, às 20h, no Teatro Municipal desta cidade, as comemorações do 47º aniversário do Grêmio Literário Tristão de Ataíde.

Os solistas apresentarão um programa com peças de Vivaldi, Bach, Henrique Oswald, Debussy, Manuel de Falla, Haydn e Paganini. Santiago Sabino, mineiro de São João del-Rei, hoje integrando o famoso conjunto sinfônico inglês, formou-se na Real Academia de Música londrina. Tem-se apresentado em recitais em países como a Escócia, Itália, França, Portugal e Grécia. Estudou, ainda, nos Estados Unidos, Paris, Nice e Siena (Itália).

Já a pianista Sonia Vieira classificou-se, sete vezes, em primeiro lugar, em concursos de que participou. Obteve vários prêmios e tem 14 discos gravados com música brasileira erudita. Deu recitais no Carnegie Hall, em Nova Iorque e é professora das cadeiras de História da Música e História da Arte, na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Fonte: jornal "Estado de Minas", Belo Horizonte,  01/09/1985.


♧               ♧               ♧ 



Santiago: uma homenagem ao mestre  


Em homenagem ao professor Iberê Gomes Grosso, falecido há poucos anos, o violoncelista Santiago Sabino, que pertence à Filarmônica de Londres há cerca de 20 anos, toca sexta-feira, na Sala Cecília Meireles, acompanhado pela pianista Sonia Vieira.
Fonte: jornal "O Globo', Rio de Janeiro, edição de 02/09/1985, 2º caderno, p. 3.


♧               ♧               ♧




MÚSICA - Sala Cecília Meireles - Violoncelista Santiago Sabino e pianista Sonia Maria Vieira - Suíte em ré menor, de Bach; Elegia, de Oswald; Suíte Espanhola, de Falla; Divertimento, de Haydn; Variações "Rossini", de Paganini; e Sonatas de Vivaldi e Debussy - Cr$ 10.000 e Cr$ 20.000. 

O órgão de Renzo Buja e o arco de Sabino

Antonio Hernandez

Artista já aplaudido no Rio, em várias ocasiões, sempre utilizando um Tamburini da Escola de Música, o organista Renzo Buja será apresentado hoje, a partir de 17h30m, no Salão Leopoldo Miguez, em concerto organizado pelo Instituto Italiano de Cultura, em colaboração com a Escola de Música da UFRJ. O programa é dedicado aos tricentenários de Bach e de Domenico Scarlatti e o concerto será realizado com entrada franca.


Sabino: uma única apresentação


Outra atração do fim de semana musical dos cariocas é o violoncelista Santiago Sabino, programado também para hoje, às 18h30m na Sala Cecília Meireles, em concerto-homenagem ao seu professor Iberê Gomes Grosso.

Sabino é mineiro, formado pela Escola da UFRJ e com estudos de especialização na Royal Academy of Music, de Londres, onde trabalhou na classe de Douglas Cameron. Teve oportunidade de revisar o seu repertório em cursos especiais ministrados por André Navarra, Casals e Paul Tortelier e, desde 1972, foi admitido como único instrumentista estrangeiro da London Philharmonic. Nos últimos anos ele vem dividindo as suas responsabilidades na célebre orquestra com a sua carreira de concertista em diversos países da Europa.

No concerto de hoje, Santiago Sabino conta com a colaboração preciosa da pianista Sonia Vieira e o programa inclui Sontas de Vivaldi e Debussy, a Suíte Popular Espanhola, de Manuel de Falla, Elegia, de Henrique Oswald, a Segunda Suíte, em ré menor, para violoncelo solo, de Bach, um Divertimento de Haydn e Variações sobre uma corda só, de Paganini, sobre um tema de Rossini. (...)

Fonte:  jornal "O Globo", Rio de Janeiro, 6ª feira, edição de 06/09/1985.


♧               ♧               ♧ 



O Brasil afinal: CONCERTO DE VIOLONCELO 

Mons. Almir de Rezende Aquino ²

Rio de Janeiro, S. João del-Rei e Ouro Preto esperam viver um dos seus dias de mais alta cultura.

Isto vai acontecer com o Concerto de Violoncelo que seu ilustre e talentoso filho Santiago Sabino de Carvalho vai dar no começo de setembro, acompanhado pela exímia pianista Sonia Maria Vieira.

Os patrocinadores voluntários vão aparecer, pessoas finas e cultas, de bom gosto musical ou empresas com espírito social, cultural e beneficente comprovado.

A música erudita encontra apatia em muitos lugares neste mundo consumista, materialista e publicista conde se invertem valores, menos na terra da música e na terra que viu nascer e crescer Santiago Sabino de Carvalho, na "cidade maravilhosa"e na "cidade mundial".

De longa data Sabino deseja dar um Concerto em sua Pátria e na terra natal e os seus patrícios e conterrâneos ansiosos por ouvi-lo há mais de quinze anos. Chegou a hora.

Tenho certeza de que não haverá decepção de parte alguma.

No Rio, para o dia 6 de setembro, na Sala Cecília Meireles, a empresária Snra. Helena Grosso Fleury empenha sua capacidade e simpatia para conseguir Santiago Sabino de Carvalho e o melhor público que lhes serão agradecidos. Contamos também com o grande prestígio do escritor e jornalista Otto Lara Resende conterrâneo do festejado e destro violoncelista.

Em Ouro Preto, o patrocínio do idolatrado Pe. Mendes e o condecorado Grêmio Literário Tristão de Ataíde (GLTA) vão promover uma festa do "Ano Internacional da Juventude" na "Cidade Mundial", no dia 3 de setembro, no Teatro Municipal (Casa da Ópera).

Sabino, embora morando em Londres, conserva entranhado amor ao Brasil e a São João del-Rei.

Como o seu par, instrumentista Antonio Meneses disse não faltar talento aqui, mas incentivo por parte das autoridades e das grandes empresas, Sabino conhece a riqueza do talento musical de sua Pátria. Em Campos do Jordão, Meneses levantou a campanha "adote-se um músico", porque o País precisa aparecer pela sua boa música e "não apenas ser conhecido pelo futebol e por causa das mulatas".

O Festival do Inverno de Campos do Jordão, no dia 6 de julho, foi patrocinado pela Souza Cruz.

É certamente um exemplo que deveria ser bem acolhido e estendido.

Em São João del-Rei, para o dia 2 de setembro, as nossas laureadas corporações musicais: Orquestras sacras Lira Sanjoanense e Ribeiro Bastos, Sociedade de Concertos Sinfônicos, o frutuoso Conservatório de Música, a nossa elite cultural da divina arte, nossos jovens talentosos e esperanças do amanhã, os professores, os amigos de Sabino e de modo todo especial a sua família estão vivendo uma grande expectativa, (sem exagero) à semelhança dos tempos messiânicos da Bíblia, para saborear o seguinte programa que Sabino vai apresentar:

A. Vivaldi: Sonata em mi menor nº V
J. S. Bach: Suíte em ré menor nº II
Henrique Oswald: Elegia
C. Debussy: Sonate

Intervalo

Niccoló Paganini: Variations sur une seule corde
Manuel de Falla: Suíte Popular Espanhola
J. Haydn: Divertimento

Fonte: jornal Tribuna Sanjoanense, edição de 10/08/1985, p. 2.



Sabino lota Teatro Municipal 
e prevê volta em dezembro


O Teatro Municipal de São João del-Rei ficou completamente lotado na noite do dia 2, quando se apresentou o violoncelista Santiago Sabino de Carvalho, natural de São João e atualmente solista da Filarmônica de Londres. Sabino recebeu várias homenagens antes e após o concerto, bem como seus pais. Depois foi recepcionado com uma festa informal no Athletic Club.

O instrumentista, que se apresentou acompanhado pela pianista Sonia Maria Vieira, executou peças de Vivaldi, Bach, Henrique Oswald, Debussy, Haydn, Manuel de Falla e Paganini.

TRAJETÓRIA

Santiago Sabino nasceu em São João há 30 de dezembro de 1942, tendo iniciado seus estudos de violoncelo aos oito anos com seu pai. Saiu de São João para o Rio de Janeiro com uma bolsa de estudos recebida em concurso promovido pelo MEC, para algum tempo depois seguir para Londres, com nova bolsa de estudo, desta vez através de concurso promovido pela Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa. Recebe da França bolsa de estudos para Paris, passando ainda pela Itália e Estados Unidos. Numa trajetória de inúmeros concursos vitoriosos e apresentações em todo o mundo, Sabino desde 1972 é solista da Orquestra Filarmônica de Londres, onde obteve o 1º lugar no concurso de ingresso.

VOLTA EM DEZEMBRO

Santiago Sabino manifestou seu desejo de visitar novamente a São João em dezembro, quando deverá trazer sua família.

Fonte: Jornal de São João del Rey, nº 2, edição de 7 de setembro de 1985, p. 1.



NOTAS   EXPLICATIVAS



¹  VIEIRA, Sonia Maria, b. 11 Nov. 1944; Rio de Janeiro, Brazil. Pianist; University Professor. Education includes: Graduate in Piano, National Music School of the University of Brazil, Rio de Janeiro, 1967; Graduated in Organ Course, 1978. Mastership, Piano, 1980, Music School of the Federal University of Rio de Janeiro. Studied at the Leipzig Hochschule für Musik for 2 years. Career includes: Teacher of the History of Art, Augusta Souza Franca Music Faculty, Music School of the Federal University of Rio de Janeiro, 1976, 1977, 1978; Teacher of History of Music & Art: Brazilian Music Conservatory, Rio de Janeiro, 1979, 1980, 1981; Numerous recitals worldwide; most recent include: Carnegie Recital Hall, New York, USA, Waldorf Astoria, New York, Villa-Lobos Recital Hall of the National Theatre, Brazil, Music School of the Federal University of Rio de Janeiro, 1981; Performances with several orchestras, including: São Paulo & Recife Symphony Orchestras, National Symphony Orchestra of the Radio of the Ministery of Education & Culture, wind orchestras of the Fire Service of Rio de Janeiro, and others; Chamber music: member of the Trio Reinecke & duos with the violinist Stanislaw Smilgin & percussionist Luiz Annunciação; Accompanied various national & guest instrumentalists & singers, accompanist of the 'Eighth International Singing Competition of Rio de Janeiro, 1977. Ten records, including an extensive collection of Brazilian Music. Memberships: Ordem dos Músicos do Brasil, Sindicato dos Müsicos Profissionais do Município do Rio de Janeiro. Honours include: 'Best Pianist of the Year' awarded by the Young Musical Programme of Radio Roquete Pinto, Gold Medal, 1961; Recording of the works of Maestro Guerra-Peixe considered 'the best record of Brazilian music of 1976' by the Critic's Association of Brazil. Address: R. Paissandu 93/404, Flamengo 22.210, Rio de Janeiro, Brazil.

Fonte:  "The World Who's Who of Women" - 1984, 7th Edition, Cambridge: International Biographical Centre, p. 744.


²  Neste Ano Nacional Mariano de 2017, celebrando o 3º Centenário do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, a Paróquia da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar da Diocese de São João del-Rei houve por bem, dentro da programação das solenidades da Semana Santa de 2017, prestar  

"homenagem ao Revmo. Sr. Monsenhor Almir de Resende Aquino, na passagem dos 100 anos de seu nascimento; grande promotor da solenidade da Semana Santa, destacando-se seu zelo e admiração pelas nossas mais solenes tradições locais, quando Pároco da então "Matriz do Pilar", de 1948 a 1967.
Descanse em paz!" 
Se estivesse entre nós, Monsenhor Almir teria completado 100 anos no dia 24 de fevereiro de 2017. Em nome dos historiadores e pesquisadores quero dizer que reverenciamos a memória desse ilustre são-joanense que tantas benemerências trouxe ao arquivo paroquial e à cidade de São João del-Rei.

7 comentários:

Francisco José dos Santos Braga (compositor, pianista, escritor, gerente do Blog do Braga e do Blog de São João del-Rei) disse...

Duas razões me trazem especial alegria de publicar a nova matéria que demandou a busca de velhas edições de periódicos do Rio de Janeiro, Ouro Preto e São João del-Rei, no Brasil, e de Cambridge, na Inglaterra:
1. a primeira razão é que se apresenta a oportunidade de publicar algo sobre a pianista Sonia Maria Vieira, que há muito merecia a produção de um artigo neste blog, que pusesse em relevo suas notáveis qualidades, como a de ter-se notabilizado pela conquista de inúmeros prêmios em competições e concursos, por sua incansável dedicação à vida acadêmica e por suas interpretações antológicas da música brasileira de ontem e hoje para piano;
2. a segunda razão é que ocupam o mesmo espaço, no palco das 3 cidades, dois dos mais proeminentes intérpretes nos seus respectivos instrumentos, violoncelo e piano: Santiago Sabino de Carvalho, mestre do arco, nascido em São João del-Rei, e Sonia Vieira, mestra do teclado, carioca, que neste trabalho serão objeto da crítica musical especializada.

Sonia Maria Vieira (pianista e membro da Academia Brasileira de Música) disse...

Muito grata pela matéria do Santiago e minha. Adorei! Gostaria apenas de pedir-lhe duas pequenas coisinhas: se seria possível tirar o acento circunflexo do meu nome, porque não consta na minha certidão de nascimento e, no parágrafo 1, terceira linha, quando se refere a interpretações da música contemporânea brasileira para piano, trocar para música brasileira de ontem e hoje, porque sempre toquei todo o tipo de nossa música, não apenas a contemporânea, de Carlos Gomes, Misael Domingues, compositor alagoano, do qual fui a reveladora (1857-1932), Ernesto Nazareth, Flavio Elysio, Chiquinha Gonzaga, Henrique Oswald, Alberto Nepomuceno, Glauco Velasquez, Villa-Lobos, Francisco Mignone, Leopoldo Miguez, Luciano Gallet, Ernani Braga, Camargo Guarnieri, Guerra-Peixe, Ricardo Tacuchian, Murillo Santos, Villani Côrtes, Henrique Korenchendler, Breno Blauth, a variados outros.
Agradeço-lhe desde já a atenção a mim dispensada.
Beijinhos da amiga Sonia Maria

Dr. Rogério Medeiros Garcia de Lima (desembargador, escritor e membro da Academia de Letras de São João del-Rei) disse...

ISSO É SJ DEL REI!!!!

Fernando José Teixeira disse...

Abraços Francisco;
Tenho curtido o seu blog todas as vezes que o recebo. Lindos trabalhos! Continue!!!!

Prof. José Luiz Celeste ( disse...

Prezado Maestro:
Gostaria de ter assistido a esse concerto, na Sala Cecília Meirelles, em 06 de setembro de 1985. Contudo, salvo engano, nessa exata data, estávamos nós dois na FGV, na lide. O programa também é encantador. Fico sonhando...
Abcs.

João Carlos Ramos (poeta, escritor, presidente da Academia Divinopolitana de Letras e sócio correspondente da Academia de Letras de São João del-Rei e da Academia Lavrense de Letras) disse...

Sempre com dedicação a música.Coisa rara hoje em dia!
As pessoas estão insensíveis e totalmente frias.
Parabéns pela lembrança!
Obrigado!

Prof. Cupertino Santos (professor de história aposentado de uma escola municipal em Campinas) disse...

Olá, professor!
Muito bom ser informado dessas atividades que valorizam personalidades que se dedicam ao desenvolvimento cultural, ao seu efetivo exercício e à sua divulgação. Parabéns pela sua participação e colaboração nesse sentido.
Uma vez mais agradecido.