sexta-feira, 16 de novembro de 2018

CORDEL DO LIVRO E DA LEITURA


Por Gustavo Dourado 

Cordel do Livro e da Leitura

O livro liberta o Ser: 
Revoluciona o pensamento... 
Floresce a Sabedoria: 
Desperta o conhecimento... 
Revolta a calmaria: 
Faz tempestade no vento... 

Leitura ferve a alma: 
Queima a ignorância... 
Vulcaniza o coração: 
Desvela a nossa infância... 
Revela o movimento: 
Dá asas à militância... 

Quem lê voa sem correntes: 
Afronta a burrocracia... 
Despetala a sapiência: 
Germina a flor da poesia... 
Enxerga mais adiante: 
Vê os céus da fantasia... 

Livro, Leitura, Arte: 
A voz da cidadania... 
Consciência Social: 
Dialética da alegria... 
Ave do Espaço-Tempo: 
Faz a noite virar dia... 

Acordemos da dormência: 
O Livro nos faz pulsar... 
Semente que frutifica: 
Num galope a beira mar... 
Com o livro se navega: 
Nas profundezas do ar... 

Cecília, Cora, Patativa: 
Clarice...Graciliano... 
Rosa que perfuma a vida: 
Dos sertões ao oceano... 
Livros à flor da pele: 
Leitura em primeiro plano... 

Voemos além do agora: 
Em direção ao futuro... 
Que a liberdade prevaleça: 
Por cima de todo muro.... 
Navegantes da palavra: 
Entre o claro e o escuro... 

Ler, sonhar, sentir, viver: 
No cultivo da linguagem... 
Caminhar com equilíbrio: 
Além da terceira margem... 
Com o livro e a leitura: 
Em permanente viagem...

Maio de 2013

8 comentários:

Francisco José dos Santos Braga (compositor, pianista, escritor, gerente do Blog do Braga e do Blog de São João del-Rei) disse...

A literatura de cordel dá importância à leitura em voz alta para que as suas histórias sejam divulgadas. Além disso, o cordel desenvolve conteúdos históricos e aspectos culturais e religiosos conforme o sentimento do povo do Nordeste, e incentiva o desenvolvimento cultural através da competição, as pelejas: luta de dois poetas que improvisam os seus versos, com as armas da imaginação na arte de versejar: “os desafios e pelejas entre cantadores – arma dos não com espadas, como nos duelos medievais, mas com a voz, com a viola ou com a rabeca – conquistaram presença nos salões das fazendas e nas feiras” (MELO, 2010, p. 57).
É com esta singela introdução que o Blog de São João del-Rei hospeda o novo colaborador GUSTAVO DOURADO, poeta laureado de cordel de muitos livros editados e que acaba de receber o Prêmio Nacional Culturas Populares - Edição Selma do Coco, do Ministério da Cultura (MinC) pelo conjunto de sua obra, com o tema "O Cordel e a Literatura na Comunidade", e aqui homenageado com um de seus poemas mais conhecidos, datado de maio de 2013.

Sobre o poema "Cordel do Livro e da Leitura
https://saojoaodel-rei.blogspot.com/2018/11/cordel-do-livro-e-da-leitura.html

Sobre o poeta Gustavo Dourado
https://saojoaodel-rei.blogspot.com/2018/11/colaborador-francisco-gustavo-de-castro.html

Cordial abraço,
Francisco Braga
Gerente do Blog de São João del-Rei

Gustavo Dourado (escritor, poeta de cordel e presidente da Academia Taguatinguense de Letras) disse...

Só tenho a agradecer a sua análise e a divulgação relativa ao meu trabalho. Sou-lhe grato, caro amigo e confrade, acadêmico Francisco Braga. Abraços.Gustavo Dourado.

Dr. Mário Pellegrini Cupello (escritor, pesquisador, presidente do Instituto Cultural Visconde do Rio Preto de Valença-RJ, e sócio correspondente do IHG e Academia de Letras de São João del-Rei) disse...

Caro amigo Braga

Muito interessante, pelo que agradecemos a gentileza do envio.

Abraços, Mario e Beth.

Benjamin Batista (presidente da Academia de Cultura da Bahia, showman e barítono de sucesso) disse...

Excelente.

Abraço

Ana Boccucci (socióloga, demógrafa, professora de música, regente do Coral Alegria em Brasília e professora de yoga) disse...

PARABÉNS!
Gustavo Dourado, grande figura de nossa cidade: BRASÍLIA
ELE É NOSSO ORGULHO!

Paulo Roberto Sousa Lima (escritor, gestor cultural e presidente eleito do IHG de São João del-Rei para o triênio 2018-2020) disse...

Que bela homenagem, confrade Braga, faz vc ao cordel. Interessante como que essa prática literária retoma um espaço digno na literatura nacional.
Em Belo Horizonte, na região do Barreiro, temos um grupo teatral "Novas Raizes e Parangolé" que reconta em espetáculos públicos "a História do Barreiro em Cordel", com grande participação popular. Será que temos algum grupo similar em São João ou nas Vertentes?
Com um fraterno abraço,
Paulo

José Passos de Carvalho (genealogista, escritor, membro correspondente do IHGMG, membro da Academia de Letras "João Guimarães Rosa" da PMMG e sócio efetivo do IHG de São João del-Rei) disse...

Muito obrigado, com minha permanente saudação.

PCarvalho

Prof. Cupertino Santos (professor aposentado da rede paulistana de ensino fundamental) disse...

Caro professor Braga!
Parabéns pelo novo e talentoso colaborador. A literatura de Cordel é sem dúvida um tesouro genuinamente brasileiro no âmbito do vasto e maravilhoso patrimônio da língua portuguesa.
Grato.