terça-feira, 1 de julho de 2014

Colaborador: FREI BASÍLIO DE RESENDE O.F.M.


FREI BASÍLIO DE RESENDE O.F.M. (nome civil: Sylvério Bosco de Resende) nasceu em Coronel Xavier Chaves, aos 17 de setembro de 1937, filho de José Américo de Resende e Ignez Cássia de Resende. É um Frade Franciscano, pertence à Ordem dos Frades Menores, fundada por São Francisco de Assis. Define-se como um aprendiz do Evangelho de Jesus Cristo.


Seus estudos superiores incluem Filosofia e Teologia para o Sacerdócio, ordenado aos 14 de julho de 1963, em Divinópolis. É formado em Psicologia pela UFMG, Belo Horizonte, de 1974 a 1978. Fez formação psicanalítica no IBRAPSI, instituição criada por um grupo de Psicanalistas orientados pelo Psicanalista didata Dr. Gregório Barremblit.


De 1989 até 2003 viveu, fora do Brasil, em missões do Evangelho e do Reino de Deus, amando a Deus e servindo aos irmãos em humanidade, especialmente aos Irmãos Menores. De 1989 a 1999 na África, em Moçambique e, de 2000 a 2003, em Bruxelas.


Frei Basílio possui fortes vínculos e identificação com a cidade de Santos Dumont. Ali já esteve por 4 ocasiões, a saber: 
De 1950 a 1956, adolescente, fez sua formação fundamental como interno no Seminário Seráfico Santo Antônio, do 5º ao 8º ano do ensino fundamental e os 3 anos do ensino médio (Ginásio e Clássico).
Em 1964, já Sacerdote, foi professor de Geografia e Latim no Seminário.
Em 1971 e 1972, foi Guardião da Fraternidade Franciscana e professor de OSPB (Moral e Cívica) no Seminário.
E, atualmente, residindo no Seminário desde janeiro de 2004, exerce as funções de Guardião da Fraternidade Franciscana e Pároco da Paróquia Nossa Senhora das Dores, de Dores do Paraibuna.

Nascido em Coronel Xavier Chaves, Basílio sente-se um cidadão do mundo, um irmão de cada outra pessoa humana, — criança ou adulto, homem ou mulher, crente ou descrente. O mundo é sua casa amada, mas casa de exílio, lugar do ainda não. Sofre as dores de cada pessoa e sonha seus sonhos. É capaz de esperar 100 anos, se for preciso, para ver acontecer, e participar do Justo, do Bom, do Belo, do Bem  e do Verdadeiro. Procura aprender, cada dia de novo, — com um sorriso, uma lágrima, ou com indignação, — a serenidade, a paz, a fraternidade, a compaixão. Ama e espera o que está para vir. 





 

Nenhum comentário: