sábado, 16 de janeiro de 2016

SÃO JOÃO DEL-REI SEDIOU REUNIÃO DA ACADEMIA MUNICIPALISTA DE LETRAS DE MINAS GERAIS (AMULMIG) EM 1964


Por Francisco José dos Santos Braga



I.  INTRODUÇÃO


Do site oficial da AMULMIG coligi algumas informações que compartilho com os leitores e oxalá constituam um pano de fundo para dois cenários que serão bem descritos na seção II: a transferência simbólica da AMULMIG para São João del-Rei para dar posse a cinco são-joanenses ilustres, a convite do prefeito Nelson José Lombardi, e a defesa do patrono (Bárbara Eliodora Guilhermina da Silveira) feita pelo historiador Fábio Nelson Guimarães na sede da entidade: Belo Horizonte, um ano mais tarde.

Vejamos inicialmente alguns dados sobre a AMULMIG para podermos aquilatar a real dimensão do que foi para São João del-Rei a vinda da Academia Municipalista para dar posse a cinco escritores, pesquisadores e historiadores conterrâneos.

A AMULMIG foi fundada em 08 de abril de 1963 por Alfredo Marques Vianna de Góes que, com sabedoria, convidou outros 12 intelectuais que comungavam das mesmas ideias literárias para integrarem a nova Casa de Cultura.

São estes os Sócios Fundadores pela ordem em que constam na primeira Ata: Alfredo Marques Vianna de Góes (fundador), Ragosino Alves Ribeiro, Raul Tassini, Benedicto Machado Homem, José Domingues de Oliveira, Demóstenes César Júnior, Pedro de Menezes Santos, Eugenio Morato, Sebastião Noronha, José rodrigues Crespo, Laércio José de Oliveira, Augusto Fernandes de Azevedo e Ataliba Lago.

Assim foi formada a primeira Diretoria da AMULMIG:
Presidente de Honra: Dom Serafim Fernandes de Araújo
Presidente: Alfredo Marques Vianna de Góes
Vice-presidente: Ragosino Alves
1º secretário: Raul Tassini
2º secretário: Benedicto Machado Homem
1º tesoureiro: José Domingues de Oliveira
2º tesoureiro: Demóstenes César Junior
Bibliotecário: Pedro de Meneses Santos
1º orador: Ataliba Lago
2º orador: Eugênio Morato

Na reunião do dia 05 de maio de 1963, foi escolhido o patrono da Academia, na figura de São Francisco de Assis, indicado pelo presidente Alfredo Marques Vianna de Góes.

Com o passar do tempo, a AMULMIG foi se ampliando e agregando novos sócios efetivos e honorários. Cabe lembrar aqui uns já bastante conhecidos nossos e outros muito presentes neste Blog de São João del-Rei, além dos já citados acima: 
nº 10 Edmundo Dantés Passos, de São João del-Rei (patrono Franklin de Magalhães); 
nº 11 Fábio Nelson Guimarães, de São João del-Rei (patrono: Bárbara Heliodora); 
nº 17 Plínio Tostes Alvarenga, de Barbacena (patrono Padre-Mestre José Joaquim Correia de Almeida); 
nº 31 Oscar Dias Correa, de Itaúna (patrono Joaquim Augusto Pereira de Lima); 
nº 40 Carmem Pereira Cartaxo, de Lavras (patrono Augusto José da Silva);
nº 41 Joviniano dos Santos, de São Francisco (patrono Cônego Marinho); ¹
nº 45  Leopoldo Correia (patrono Abílio Machado); 
nº 63 Altair José Savassi, de Barbacena (patrono José Cypriano Soares Ferreira); 
nº 64 Juscelino Kubitschek de Oliveira, de Diamantina (patrono: Dona Julia Kubitschek); 
nº 83 Hilton Luiz da Silva, de Itapecerica (patrono Bento Ernesto Júnior); 
nº 100 Abel Lara, de Resende Costa (patrono José de Resende Costa Filho); 
nº 122 Frei Urbano Plentz o.f.m., de Belo Horizonte (patrono Augusto de Lima); 
nº 131 Cônego José Geraldo Vidigal, de Mariana (patrono Monsenhor Trindade); 
nº 146 Abgar Antônio Campos Tirado, de São João del-Rei (patrono Dr. Belisário Leite de Andrade Neto); 
nº 154 José Augusto Moreira, de Tiradentes (patrono José Basílio da Gama); 
nº 202 José Elias Murad, de Belo Horizonte (patrono Afonso Arinos de Melo Franco); 
nº  216  Hilton Ribeiro da Rocha, de Cambuquira (honorário); 
nº 225 Agostinho Patrus, de Belo Horizonte (patrono Pres. Tancredo Neves);
nº 227 Felisbino Cassimiro Ribeiro (patrono Pe. José Joaquim Correia de Almeida); 
nº 229 Mercemiro Oliveira Silva, de Divinópolis (patrono Sebastião Bemfica Milagre); 
nº 239 Nélson José Lombardi, de São João del-Rei (patrono Antônio Francisco Lisboa);
nº 253 Milton Xavier de Carvalho, de Campanha (patrono Cônego Francisco de Paula Victor);
nº 273 Maria de Fátima Batista Quadros, de Carmo do Cajuru (patrono Roberto Ferreira Mourão); 
nº 278 Avelina Maria Noronha de Almeida, de Conselheiro Lafaiete (patrono Cons. Lafayette Rodrigues Pereira);
nº 285 Renato Passos, de Divinópolis (patrono Sebastião Bemfica Milagre);
nº 295 Luiz Alberto de Almeida Magalhães, de São João del-Rei (patrono Tancredo de Almeida Neves); 
nº 299 Paulo Terra, de Barroso (patrono Padre Luiz Zver); 
nº 317 Hebe Maria Rôla Santos, de Mariana (patrono José Severiano de Resende). ² 

Abaixo, em forma de "flashes", vou apresentar o noticiário sobre o magnífico evento em nossa cidade (06/09/1964) e sobre a defesa do patrono (Bárbara Eliodora) feita pelo historiador Fábio Nelson Guimarães na sede da AMULMIG (17/07/1965), servindo-me de recortes de jornais  que ele colecionava, colados na frente e verso das páginas de um de seus cadernos pretos, gentilmente cedido por sua viúva Profª Betânia Maria Monteiro Guimarães que me permitiu acesso ao acervo de seu saudoso marido.

Antes de concluir esta Introdução, considero de suma importância que a Câmara Municipal de São João del-Rei repare, num gesto de grandeza, a injustiça que a Municipalidade cometeu em relação ao historiador e escritor Fábio Nelson Guimarães, um dos sócios fundadores (inclusive presidente) do IHG de São João del-Rei, uma entre muitas de suas benemerências em prol da cultura são-joanense. É que entre as administrações de Nelson José Lombardi (31/01/1963 a 12/09/1966, quando se desincompatilizou do cargo de prefeito para candidatar-se a deputado estadual) e do Gen. Antônio Carlos Mourão Ratton (24/09/1966 a 31/01/1967), o autor de "Fundação Histórica de São João del-Rei" ocupou interinamente o cargo de prefeito de São João del-Rei durante 12 dias. Salvo melhor juízo, entendo que se justifica que o retrato desse nosso grande benfeitor figure na galeria de retratos dos ex-prefeitos são-joanenses, já que assinou o termo de posse de prefeito de São João del-Rei, conforme a legislação em vigor.

Finalmente, lembro que será respeitada a grafia de todas as matérias utilizadas neste post.



II.  CONTRIBUIÇÕES VARIADAS À RECONSTITUIÇÃO DA HISTÓRIA SÃO-JOANENSE



SETE DIAS


Por Euclides Marques


"(...) A Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, a convite de entidades culturais e do Prefeito Nelson Lombardi, realiza hoje uma sessão em S. João del-Rei. Os escritores Edmundo Dantés Passos, Fábio Nelson Guimarães, Sebastião de Oliveira Cintra, Gentil Palhares e Augusto das Chagas Viegas, êste antigo secretário de Estado, receberão títulos da Academia Municipalista. (...)"


Fonte: O DIÁRIO, BH, 6 de setembro de 1964 (fl. 24-verso do caderno)




ACADEMIA REUNIU-SE EM SÃO JOÃO DEL-REI

Com a presença do diretor do Departamento de Cultura Popular da Secretaria do Trabalho, a Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais realizou uma sessão solene, na noite de domingo em São João del-Rei, para receber seus novos membros. O primeiro orador foi o sr. Edmundo Dantés Passos, que falou sôbre seu patrono, Franklin Magalhães, e foi saudado pelo sr. Euclides Marques de Andrade, em nome da Academia.

O segundo a falar foi o prof. Fábio Guimarães, que discursou sôbre Bárbara Heliodora e seu papel na Inconfidência Mineira, recebendo uma saudação do sr. Sebastião Noronha. Falou também o professor Antônio Avelar, da Secretaria da Educação, e por último discursou o sr. Augusto das Chagas Viegas, de 82 anos, que já foi prefeito da cidade, secretário das Finanças e deputado federal, e (...)"

Fonte: n/cit., 9 de setembro de 1964 (fl. 25 do caderno)


REUNIU-SE A ACADEMIA MUNICIPALISTA

Em sua última sessão, a Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais comemorou a data da independência dos E.U.A., quando o sr. Demóstenes César Junior fêz uma análise dos fatos que culminaram com a independência americana e pediu à secretaria da Casa que oficiasse ao Consulado daquele país nesta Capital.

Após  o secretário Benedito Machado Homem ler a ata da sessão anterior, o presidente Alfredo Marques Viana de Goes deu a palavra ao prof. Waldemar de Almeida Barbosa que saudou o historiador sanjoanense Fábio Guimarães, que ingressava na Academia Municipalista.

O sr. Euclides Marques Andrade leu um trabalho do escritor Waldemar Pequeno, e o cronista Franklin Teixeira de Sales pediu que se registrasse em ata a data do falecimento de Cláudio Manuel da Costa, que se dava naquele dia.

O sr. Antônio Ribeiro de Avelar solicitou um voto de louvor da Casa para o presidente Castelo Branco pela nomeação do sr. Exaltino Marques Andrade para presidente da Caixa Econômica Federal de Minas.

O sr. Rodrigues Crespo falou sôbre temas poéticos e o sr. Edmundo Dantés Passos, representante do município de São João del-Rei, deu as boas-vindas ao sr. Fábio Guimarães, tendo êste agradecido as referências que lhe foram feitas, prometendo trabalhar para a maior difusão dos estudos históricos em todos os municípios de Minas. Finalmente, o sr. Nelson Figueiredo, presidente do Ateneu Internacional de Cultura, referiu-se às comemorações dos 250 anos da cidade do Sêrro. 

Fonte: n/cit., 10 de julho de 1964 (fl. 25 do caderno)


Professor toma posse hoje na Acad. Municipalista

Hoje, às 14 horas, tomará posse na Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, o professor Waldemar Tavares Paes, autor de vários livros didáticos, bem como de outras obras e educador, dos mais prestigiados em Minas.

O prof. Waldemar Tavares Paes, que será saudado pelo sr. Antônio Ribeiro de Avelar, fará o elogio de João Lúcio, patrono de sua cadeira, que escreveu, além de outros livros destinados às escolas primárias, que foram utilizados por várias gerações e gerações em todo o Brasil.

REUNIÃO EM S. JOÃO DEL-REI

Sob a presidência do escritor Ayres da Mata Machado Filho, com a presença do representante do governador, Sr. Nelson Figueiredo, a Academia Municipalista realizou sessão solene em São João del-Rei, transferindo-se simbolicamente para aquela cidade.

O presidente Alfredo Marques Viana de Góes abriu a sessão, passando a presidência a prof. Ayres que fez uma saudação à cidade. Em seguida, o prof. Antônio Ribeiro de Avelar saudou os srs. Augusto das Chagas Viegas, Sebastião Oliveira Cintra e Gentil Palhares, que foram distinguidos pela Academia com títulos de sócios-correspondentes. O sr. Augusto Viegas, historiador e antigo secretário de Estado, agradeceu em nome da cidade.

O sr. Euclides Marques Andrade saudou o acadêmico Edmundo Dantés Passos, analisando-lhe a obra, tendo êste feito um completo estudo de seu patrono, o poeta Franklin de Magalhães. O prof. Sebastião Noronha saudou o historiador Fábio Guimarães, que também tomava posse. Êste fez um estudo da figura de seu patrono, Bárbara Heliodora, nascida em S. João del-Rei.

O prefeito Nelson Lombardi, presente a tôdas as solenidades, convidou o presidente Alfredo Marques Viana de Góes para ser o orador oficial de Sete de Setembro do ano próximo, na cidade de S. João del-Rei.


Fonte: n/cit., 12 de setembro de 1964 (fl. 25-verso do caderno)


[CINTRA, 1982, 485] registra, da seguinte forma, a efeméride do fato histórico: 
06/09/1964 - Transfere-se, simbolicamente, para S. João del-Rei, a Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, que realizou nesta cidade sessão especial e solene, na qual tomaram posse os Acadêmicos Edmundo Dantés Passos e Fábio Guimarães. A sessão foi aberta pelo Presidente Alfredo Marques Viana de Góes, que passou a Presidência ao Prof. Aires da Mata Machado Filho. O jornalista Euclides Marques Andrade saudou Edmundo Passos; o Prof. Sebastião Noronha saudou Fábio Guimarães. Augusto Viegas, Sebastião de Oliveira Cintra e Gentil Palhares, novos Sócios da Academia, foram saudados pelo Prof. Antônio Ribeiro de Avelar. 

♧          ♧          ♧ 


REITOR DA UMG ELEITO MEMBRO DE UMA ENTIDADE

Na última reunião da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, o sr. Demóstenes César Junior falou sôbre o historiador Salomão de Vasconcelos, tendo a seguir Funchal Garcia discorrido sôbre o patrono da entidade, São Francisco de Assis, falando sôbre o homem, o santo e o poeta. Na ocasião, o presidente Alfredo Marques Viana de Góes comunicou aos presentes os têrmos da carta que lhe enviou o Reitor da UMG, prof. Aluísio Pimenta, enaltecendo o papel que a Academia vem desempenhando, e, ao mesmo tempo, agrandecendo a aprovação de seu nome para integrar aquela entidade. Durante a solenidade de sua posse, o sr. Aluísio Pimenta será saudado pelo prof. Melo Cançado. O sr. Viana de Góes disse ainda que o historiador Nelson Guimarães, de São João del-Rei falará sábado próximo sôbre Bárbara Heliodora, esclarecendo que o curso de Literatura Portuguêsa que a Academia vai promover em colaboração com a Colônia Portuguêsa e o Elo's Club, será iniciado em agôsto e que as inscrições já se acham abertas.
Fonte: ESTADO DE MINAS, 15 de julho de 1965 (fl. 25-verso do caderno)


FÁBIO GUIMARÃES, AMANHÃ NA ACADEMIA

Por Djalma Tarcísio de Assis

O Serviço de Turismo e Recreação Municipal faz público que o historiador Fábio Nelson Guimarães defenderá tese original sôbre a sanjoanense Bárbara Heliodora, na Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, amanhã, dia 17, às 15 horas, em sua sede, sita na Rua dos Carijós, 150, na Capital mineira. Pela oportunidade, convida o povo desta terra para aquela solenidade. São João del-Rei, 16 de julho de 1965, aos 252 anos de criação da vila e 127 anos de elevação à cidade.

Fonte: JORNAL DO POSTE, São João del-Rei, 1ª edição, 16 de julho de 1965 (fl. 27-verso do caderno) 


Convite da AMULMIG para comparecimento à sessão de defesa do Patrono Bárbara Eliodora pelo Acadêmico Fábio Nelson Guimarães, em 17/07/1965



SETE DIAS

Por Euclides Marques

"(...) O historiador Fábio Guimarães falou na Academia Municipalista de Letras de Minas sôbre Bárbara Heliodora, saudado pelo presidente Alfredo Marques Viana de Góes. Na mesma sessão, a poetisa Ana Ataíde Ferreira da Silva leu novas composições de sua autoria, sendo muito aplaudida. O Curso de Literatura Portuguêsa, promovida pela Academia, em colaboração com o Centro da Colônia Portuguêsa, terá início dia 3 próximo, com a conferência de Ayres da Mata Machado Filho. Falarão ainda Oscar Mendes, Teixeira de Queirós, Wilton Cardoso, Etiene Filho, Angela Vaz Leão, Manuel Ambrósio, Demóstenes Cesar e muitos outros.

Fonte: O DIÁRIO, BH, 25 de julho de 1965 (fl. 26 do caderno)



Fábio Guimarães recebe diploma de membro da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais!


O historiador sanjoanense Fábio Nelson Guimarães, redator do suplemento literário dominical do "Jornal do Poste", acaba de ser laureado com o diploma de membro da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais. O ato, que se revestiu de uma simplicidade tocante e muito expressiva, realizou-se na Cantina Calabresa e o diploma lhe foi entregue pelo escritor e acadêmico Edmundo Dantés Passos, em nome da Academia Municipalista de Letras. Estiveram presentes à solenidade, na noite de ontem, os senhores dr. Augusto das Chagas Viegas, que presidiu a sessão; escritores Sebastião de Oliveira Cintra e Gentil Palhares; sr. Onésimo Guimarães e espôsa; senhoras Fábio Guimarães e Sebastião de Oliveira Cintra e as senhorinhas Neusa Rocha e Mariinha Passos. Ao brinde, usaram da palavra os amigos de Fábio Guimarães presentes à sessão, ressaltando todos os predicados morais e intelectuais do nôvo acadêmico, que se honra de pertencer ao sodalício mineiro, dignificando, outrossim, a nossa terra. Fábio Guimarães agradeceu em vibrantes palavras a homenagem que lhe era conferida, pondo em relêvo o valor da Academia na qual acaba de ingressar, tendo como patrono Bárbara Heliodora. Edmundo Dantés desincumbiu-se perfeitamente da missão que lhe fôra outorgada pela Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais.

Novos Acadêmicos. Vão receber seus diplomas, em dia prèviamente marcado, os srs. Augusto Viegas, Sebastião Cintra e Gentil Palhares, os quais já pertencem à Academia. Gentil Palhares terá por patrono frei Orlando. Na ocasião, a Academia se transferirá simbòlicamente para S. João del-Rei. "Jornal do Poste" se fêz representar às homenagens ao seu amigo Fábio Guimarães, ao qual afirma os votos de parabéns.

Fonte: Jornal do Poste, 2ª edição, 24 de janeiro de 1966, 2ª feira (folha datilografada solta do caderno)

 
III. NOTAS  EXPLICATIVAS



¹ Francisco Rodrigues Júnior escreveu um livro cujo título traz o apelido do Acadêmico Joviniano dos Santos: "Jove da Mata: Identidade e Memória na Literatura Popular Sanfranciscana", p. 19 e ss. Cf. https://books.google.com.br/books?id=oOBIBQAAQBAJ&pg=PA21&lpg=PA21&dq=academia+municipalista+de+letras+de+minas+gerais&source=bl&ots=K4aT9FwXdX&sig=aG18zvIC8qGlyMT2bkhMPt6YPiA&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjM-fTa5azKAhWFjJAKHUSdDBE4ChDoAQgxMAU#v=onepage&q=academia%20municipalista%20de%20letras%20de%20minas%20gerais&f=false


²  Todas essas informações foram extraídas do blog oficial da AMULMIG, disponível na Internet, a saber: http://amulmig.blogspot.com.br/2011_01_01_archive.html



IV.  BIBLIOGRAFIA




CINTRA, S.O.: EFEMÉRIDES DE SÃO JOÃO DEL-REI, Belo Horizonte: Imprensa Oficial de Minas Gerais, 2 vol., 2ª edição, 1982, 622 p.



V.  AGRADECIMENTOS


Deixo aqui registrada minha gratidão ao historiador Silvério Parada por ter-me fornecido a relação de prefeitos são-joanenses que assinaram termos de posse e à Acadêmica e historiadora
Profª Betânia Maria Monteiro Guimarães que me permitiu acesso ao acervo de seu saudoso esposo, Dr. Fábio Nelson Guimarães.

9 comentários:

Francisco José dos Santos Braga (compositor, pianista, escritor, gerente do Blog do Braga e do Blog de São João del-Rei) disse...

Tenho o prazer de apresentar, em forma de "flashes", o noticiário sobre a posse de cinco são-joanenses na AMULMIG (06/09/1964) e sobre a defesa do patrono (Bárbara Eliodora Guilhermina da Silveira) feita por Fábio Nelson Guimarães na sede da referida Academia (17/07/1965). Para tal, servi-me de recortes de jornais colecionados pelo professor, escritor, historiador e prefeito são-joanense Fábio Nelson Guimarães.
Cordial abraço,
Francisco Braga

Ulisses Passarelli disse...

Seu blog vem paulatinamente prestando um serviço extraordinário à cultura, registrando personalidades e fatos, revelando acontecimentos e dados históricos, sempre muito bem pautados em séria pesquisa. Esta postagem mais um exemplo comprobatório desta afirmação. Parabéns mais uma vez, Braga! Abraço fraterno,UP.

Ray Pinheiro. disse...

Meu caro amigo , Francisco José dos Santos Braga (compositor, pianista, escritor, sempre me emociona em trazer fatos históricos de nossa terra natal São João Del Rei-MG.é UMA VIAGEM PRAZEROSA NO TEMPO , onde consigo entender e valorizar esse trabalho belíssimo de resgate histórico tão fora de moda hoje, com esse desgoverno petista petralha.
Muito obrigado , um forte abraço para você e esposa.
Ray Pinheiro.
Um São-joanense na Capital de todos os Brasileiros.
Brasília-DF.

Prof. Fernando Teixeira (professor universitário, escritor e Secretário Geral da Academia Divinopolitana de Letras) disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Prof. Fernando Teixeira (professor universitário, escritor e Secretário Geral da Academia Divinopolitana de Letras) disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Prof. Fernando Teixeira (professor universitário, escritor e Secretário Geral da Academia Divinopolitana de Letras) disse...

Meu caríssimo Francisco Braga,
A AMULMIG desempenhou, ao tempo de seu fundador, um excelente serviço à literatura mineira, especialmente no destaque de nomes significativos do exercício literário no interior destas Minas Gerais, dando-lhes notoriedade. É o caso de seus conterrâneos. E você, com as lembranças, faz a construção da história de sua terra. Abraço para você e Rute.
Fernando Teixeira

Dr. Mário Pellegrini Cupello (pesquisador, escritor e presidente do Instituto Cultural Visconde do Rio Preto, de Valença) disse...

Caro amigo Braga
Agradecemos pela gentileza do envio, parabenizando ao ilustre amigo pela pesquisa realizada.
Com um cordial abraço,
O amigo Mario.

Dr. Lúcio Flávio Baioneta (conferencista, proprietário da Análise Comercial Ltda em Belo Horizonte e colaborador do Blog de São João del-Rei) disse...

Meu prezado amigo FJSBRAGA,
Parabéns pelo trabalho apresentado. Cada dia o seu blog nos presenteia com artigos muito interessantes.
Abs do Lucio Flavio.

Betânia Maria Monteiro Guimarães (escritora, membro do Instituto Histórico e da Academia de São João del-Rei) disse...

Prezado confrade Francisco Braga,
meus sinceros agradecimentos por sua criteriosa pesquisa e publicação a respeito da reunião da AMULMIG aqui em São João com a presença de personalidades tão ilustres da capital BH, quando tomaram posse Dantez Passos e o Fábio. Fui à defesa do patrono em BH, no ano seguinte. Ainda me recordo da fala eloquente do Fábio a respeito da heroína da Inconfidência.
Essas boas lembranças são guardadas no nosso coração.
Muito obrigada por me fazer recordar esses momentos.
Abraço fraterno. Betânia